educação corporativa

Quando se fala em educação corporativa é comum pensar nos tradicionais treinamentos que as empresas oferecem. Não é uma visão totalmente errada, porém vai muito além da mera capacitação dos funcionários de uma empresa.

Educação corporativa é uma estratégia voltada para a gestão de conhecimento e busca melhorar a produtividade da empresa. “A demanda por soluções educacionais visa diminuir os gaps de performance na empresa ou gerar novos conhecimentos e aplicação de ferramentas para melhorar a competitividade dos negócios”, explica Débora Planello, especialista em gestão empresarial e gestora de eventos do Pecege.

Essas iniciativas geralmente são buscadas pelos gestores ou pelo próprio setor de recursos humanos da organização e podem ser conduzidas pelos colaboradores internos ou empresas especializadas.

“O importante é que a empresa tenha um calendário estruturado, faça o registro desses treinamentos e mantenha os profissionais capacitados para os seus desafios diários”, afirma.

Importância

De acordo com Débora, a educação corporativa faz com que os funcionários tenham mais motivação, engajamento e produtividade. “No entanto, é necessário alinhar a capacitação com as estratégias da organização e, o mais importante, engajar os participantes nos treinamentos.”

Treinamentos fazem com que os funcionários se sintam valorizados e importantes na organização por causa da troca de experiências. O ideal é que todos tenham a oportunidade de participar.

A educação corporativa pode trazer resultados positivos para empresas de todos os tamanhos. “Os fatores-chave para o sucesso estão na definição do objetivo e o uso da ferramenta e metodologia corretas para o real aprendizado”, completa.

Existem treinamentos que se encaixam no orçamento da empresa, no perfil e na agenda dos colaboradores, como programas presenciais, a distância, com recursos de áudio, vídeo e texto e várias durações. Tudo pode ser estruturado de acordo com a demanda da organização.

Como aplicar

Não adianta simplesmente começar a aplicar a educação corporativa se a organização não está preparada para isso. O ideal é construir dentro da empresa uma cultura organizacional, onde é permitido que o conteúdo aprendido nos treinamentos seja aplicado pelos funcionários.

Também é preciso que o propósito do treinamento seja alinhado com os participantes para que todos saibam o porquê de aprender aquele conteúdo. E ainda é necessário que a capacidade técnica do instrutor e a estrutura do treinamento sejam adequadas.

“A mensuração não é simples de ser feita e ainda são poucas as empresas que têm metodologias para medir o retorno do investimento em educação corporativa, mas, esse ponto é um dos diferenciais que pode trazer uma boa visão para os gestores sobre a efetividade da ação”, finaliza.

O Pecege oferece um programa de Educação Corporativa ideal para cada empresa. A estrutura do programa leva em conta a necessidade de cada organização, que pode adquirir treinamentos especializados de maneira presencial ou a distância.

O que você acha da educação corporativa? Comente!

  • educação corporativa
  • importância da educação corporativa
  • treinamento