rentabilidade-na-cultura-de-grãos

Melhorar a rentabilidade na cultura de grãos é o desafio de muitos produtores rurais. Para se reinventar nesse mercado e manter a competitividade, são necessárias boas estratégias.

O professor da Plataforma Solution e economista Haroldo Torres explica que a rentabilidade não é necessariamente o lucro da empresa. “Eu não gosto de falar muito de lucro, porque no fim o que ‘quebra’ o produtor rural é falta de caixa e não falta de lucro”, afirma.

Para o produtor rural melhorar essa rentabilidade na cultura de grãos, o diferencial é o investimento em tecnologia e variedades agrícolas que reinventam e melhoram a produtividade. Torres listou 3 estratégias, confira!

Liderança de custo

Melhorar a rentabilidade na cultura de grãos, e em muitas outras, requer que o produtor tenha liderança de custo. Isso quer dizer que ele precisa fazer investimentos em tecnologia, manejo e variedades para aumentar a produtividade.

“Só que não é a produtividade a qualquer custo. É preciso que o aumento de valor de investimento dele seja menor do que o aumento de produtividade de forma que ele consiga diluir o custo fixo”, explica Torres.

Isso porque, em grande parte da atividade agrícola, a maioria dos custos é fixa, como a mão de obra, maquinário e insumos.

Comercialização

Não adianta investir em tecnologia para aumentar a produtividade dos grãos se não fizer uma boa comercialização. “O produtor precisa desenvolver o lado de negociabilidade dele, com vistas a ter uma comercialização muito melhor”, afirma.

Nesse mercado existem algumas especificidades, como a Operação de Barter, em que o produtor recebe defensivos agrícolas de uma empresa para depois da colheita “pagar” com os grãos, quase como uma permuta. Outro artifício é o chamado “contrato de soja verde”, que permite a compra da soja antes da colheita. É uma saída para fugir de financiamentos de crédito antes da safra.

Gestão

“Se eu sou um produtor muito bom tecnicamente, vendo muito bem meus produtos, mas não tenho gestão, não adianta”, declara o professor. Nesse caso, a boa gestão quer dizer eficiência na locação de recursos e no conhecimento de dados e informações para tomar decisões.

Esse tipo de gestão faz com que o produtor esteja à frente no mercado, porque é um pensamento estratégico, é um diferencial competitivo. “O produtor diversifica as culturas e olha para outras cadeias”, finaliza.

Você já segue alguma dessas estratégias? Comente! Conheça o curso da Solution em Gestão de Custos no Mercado de Grãos.

  • gestão de custos mercado de grãos
  • grãos
  • rentabilidade mercado de grãos